BLOG

Categorias

Gestão
Gestão de Custo
Outros
Processos
Redução de Custos e Despesas
Rentabilidade e Lucratividade

Saiba como fazer gestão por indicadores da maneira correta

Você já foi pego de surpresa por uma tempestade? Às vezes, quando olhamos para o céu e vemos um sol forte, podemos não perceber que a presença de algumas nuvens já indica que uma mudança está chegando. Mas o que esse exemplo tem a ver com a gestão por indicadores, afinal? Pois a resposta é: tudo.

Quando uma empresa aprende a analisar, de fato, os dados gerados pelos seus processos internos, toda a gestão se torna bem mais eficiente. Afinal, o risco de o negócio ser pego de surpresa diminui consideravelmente.

Para ajudá-lo a refletir melhor sobre esse tema, elaboramos este material exclusivo sobre o assunto. Vamos lá? Continue lendo para conferir!

A gestão por indicadores e a análise de resultados

A gestão por indicadores nada mais é do que a tomada de decisões baseada em métricas. Afinal, é fato que todo gestor faz uma avaliação dos resultados da sua equipe, departamento etc. Nem sempre, contudo, essa análise avalia dados mais sensíveis, que podem ter a ver com um resultado ruim que o negócio está enfrentando.

Isso acontece quando a atenção está voltada aos resultados maiores, ao macro da situação. Por exemplo: uma queda no desempenho das vendas pode ser justificada por um momento ruim do mercado — quando, na verdade, uma análise da abordagem dos vendedores acabaria indicando que o time de vendas não conhece tão bem o produto que está vendendo, tendo, assim, problemas de argumentação com o cliente.

Uma boa gestão por indicadores, na prática

Diante desse contexto, depender apenas de planilhas e análises manuais pode dificultar muito a missão dos gestores. Por isso, é fundamental que a empresa utilize softwares de gestão para gerir os seus processos, uma vez que isso facilita o gerenciamento de dados.

Depois, é necessário definir quais serão os indicadores analisados. Em outras palavras, quais perguntas precisarão ser respondidas por essa análise? Com isso em mente, o gestor evita perder tempo com dados que não o ajudarão a ter uma visão ampla da empresa.

Alguns dados são mercadológicos, outros são setoriais e, alguns, individuais. Entender isso faz com que a empresa configure corretamente os seus processos, para que gerem sempre os dados adequados. Os colaboradores, por outro lado, precisam entender quais ações são demandadas para a geração dessas informações, como a emissão de relatórios e métricas. Em alguns casos, isso exigirá algum tipo de orientação por parte da supervisão.

Em geral, lembre-se de ser realista em sua análise, contextualizando as métricas para o momento da sua empresa. Um negócio que está iniciando suas operações, por exemplo, pode ter métricas negativas, ainda que tudo esteja caminhando corretamente.

Os riscos de ignorar a gestão por indicadores

O primeiro risco é que o gestor pode não entender o porquê de um resultado bom ou ruim ter acontecido. Isso faz com que a empresa perca eficiência, já que é difícil corrigir erros sem conhecer as suas verdadeiras causas. Essa falta de informações também pode significar desperdício de capital, pois recursos são investidos em processos sem que o negócio tenha dados que confirmem a validade da estratégia.

Além disso, para os negócios que buscam escalabilidade, como startups, a análise constante de métricas ajuda a gestão a corrigir erros de operação, evitando prejuízos. E a boa notícia é que, usando a tecnologia disponível atualmente, essa gestão por indicadores pode ser feita de forma ainda mais rápida, gerando relatórios precisos e melhorando a qualidade do seu trabalho gerencial. Pense nisso!

E agora, se você gostou desta leitura e quer se aprofundar no papel da análise de dados na gestão de uma empresa, confira também como a gestão de riscos pode ajudar a reduzir custos empresariais!